Peter Parker, mudanças e networking

Em recente oportunidade, a equipe de super-heróis “Vingadores” serviu de referência para abordagem de alguns assuntos sobre o mundo corporativo. Agora, o escolhido é Peter Parker, alter ego do Homem Aranha.

Parker, ao ser picado por uma “aranha radioativa”, adquire superpoderes e procura promover o bem (a sua maneira, é verdade). Nos filmes e gibis, Parker é um sujeito tímido, mas cercado por colegas (seja de faculdade ou de trabalho). Além disto, ele lida com certa dificuldade com as mudanças que os superpoderes lhe trouxeram.

Neste breve relato, encontramos dois assuntos muito interessantes: networking e mudanças.

Antes de mais nada, convém lembrar que networking é uma rede de contatos, é o círculo de pessoas que integram um grupo de relacionamento; este grupo serve muitas vezes para suporte ou referência pessoal e profissional.

A importância da rede de contatos é enorme: a tecnologia nos permite estar em contato com as pessoas instantaneamente, utilizando ferramentas como Facebook e Skype, só para ficarmos com dois exemplos. É quase possível isolar-se. Assim, o uso de networking traz muitos benefícios: se você edita um blog, terás, através de sua rede de contatos, caminhos para divulgá-lo; se você é gestor de uma empresa e necessita de funcionário especializado, pode encontrá-lo através de seus conhecidos. Os exemplos são variados!

Obviamente, devemos ser criteriosos, mantendo contatos que agreguem valor, conhecimento e informação ao nosso mundo. Eventos, feiras setoriais, cursos e até mesmo encontros de ex-colegas de faculdade são ótimas oportunidades de aumentarmos e mantermos nossos contatos.

Já a gestão da mudança traz alguns desafios. Frequentemente, mudanças geram desconforto e às vezes rejeição, porque lidam com zonas de conforto, ameaçam “privilégios adquiridos”. Para gerenciar uma equipe num período de mudança, paciência, compartilhamento de informação, clareza e engajamento são alguns pontos que podem auxiliar no alcance dos objetivos.

É preciso apresentar a cultura da mudança, envolvendo as pessoas, delegando a elas responsabilidades e fazendo-as entender a importância da participação. É preciso dividir méritos e fracassos, sem perder o sentido de unidade.

Estes dois assuntos renderiam muito mais páginas de explanações. Fica a dica para usar a sua rede de contatos e discutir sobre o ambiente de mudança.

E já fica no ar a pergunta:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s